Chuva paralisa atividades de campo em SP, PR e MS

30/06/2020

soja mato grosso chuva

Foto: Pedro Silvestre

O sábado, 27, tem atuação de uma frente fria, associada a um sistema de baixa pressão atmosférica no interior do continente, avançando pelo estado de São Paulo. O sistema traz pancadas de chuva forte, acompanhadas de raios e rajadas de vento numa ampla faixa incluindo a região de Presidente Prudente, região de Bauru, região de Marília, região de Sorocaba, região de Campinas, Região Metropolitana de São Paulo, parte do Vale do Paraíba, litoral norte paulista, Baixada Santista, litoral sul e Vale do Ribeira. 

Em Cajamar choveu 71 milímetros em apenas 6 horas, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Na capital paulista e região do cinturão verde, a chuva começou na noite de sexta, 26, se estendeu por toda madrugada e existem locais onde o acumulado já passa dos 100 milímetros. 

As instabilidades paralisam as atividades de campo como a colheita da cana-de-açúcar e café, além da colheita do milho no Paraná, já que a chuva persiste ao longo do dia.

A mesma frente fria provoca ainda chuva em grande parte do Paraná, com destaque para a metade norte do estado, além da metade sul do Mato Grosso do Sul. Chove também na faixa leste de Santa Catarina, principalmente no litoral norte do estado, devido à resquícios da frente fria. No Rio Grande do Sul há muitas nuvens, mas sem registro de chuva. 

O grande destaque são as temperaturas no Rio Grande do Sul, que estão em queda acentuada, com várias cidades registrando temperaturas abaixo dos 7 °C às 4h, além de sensação térmica negativa por conta dos ventos moderados. 

No restante do Centro-Oeste e do Sudeste, há variação de nuvens no céu, mas sem registro de chuva por conta da atuação de uma massa de ar seco. Quanto ao Nordeste, pancadas de chuva de intensidade fraca a moderada ocorrem desde o litoral sul da Bahia, incluindo o litoral do Sergipe, faixa leste de Alagoas, faixa leste de Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte, devido aos ventos úmidos que sopram do oceano. 

Já no Ceará, Piauí e Maranhão, tempo firme predomina, com variação de nuvens no céu. Já no Norte, tempo firme predomina no Tocantins, quase todo o Pará, Amapá, Rondônia e Acre. Pancadas de chuva de intensidade moderada a forte e com trovoadas ocorrem desde o nordeste e noroeste do Pará, parte do Amazonas e Roraima, devido a instabilidades tropicais.

No domingo, 28, ainda principalmente os estados de São Paulo, sul de Mato Grosso do Sul e norte do Paraná devem ter um dia com muita nebulosidade, chuviscos e sensação de frio durante a madrugada. Ao longo do dia, o tempo abre aos poucos e o sol deve aparecer entre nuvens. 

As temperaturas variam entre mínimas de 12°C e máximas que não devem superar os 20°C na faixa leste de São Paulo. A quantidade de chuva deve diminuir no domingo, mas na próxima segunda-feira, dia 29, a formação de uma nova frente fria vai trazer novamente chuva forte ao Sul do Brasil. Os maiores volumes são previstos para o Rio Grande do Sul. Entre a terça-feira, 30 de junho, e quarta, 1 de julho, o sistema avança e pode chover mais de 90 milímetros em Cascavel, oeste do Paraná. 

FONTE: https://www.canalrural.com.br/noticias/tempo/chuva-paralisa-atividades-de-campo-em-sp-pr-e-ms/

Contato