Mais lida: conheça o lebrão, “coelho gigante” que tem destruído plantações

04/10/2020

A notícia de que “coelhos gigantes” têm destruído plantações e tirado o sono de agricultores paulistas foi o conteúdo de agricultura mais visto na última semana. Popularmente conhecido como lebrão, o animal não é nativo do Brasil, por isso, por muito tempo, não encontrou predadores naturais, levando à expansão acelerada da raça pelo interior do país.

Mas o ataque do lebrão não é a única preocupação dos produtores rurais brasileiros. Esta semana, figuram no top 5 de matérias mais vistas uma análise sobre a demanda chinesa pela soja mundial, a previsão do tempo para outubro, um novo biodefensivo à base de mamona e as perspectivas para o dólar. Confira a lista!

5) Dólar a R$ 4 ou R$ 5,30? Economistas divergem sobre rumo do câmbio

notas de dólar espalhadas em círculonotas de dólar espalhadas em círculo

Foto: Pixabay

Diante do cenário incerto na economia nacional e a política internacional, a cotação segue pressionada. O jornal Mercado & Companhia ouviu quatro especialistas sobre o assunto; confira

4) Inovação: produtor de São Paulo desenvolve biodefensivo à base de babosa

Fonte: Cliente Preferencial

Magno Alves começou a plantar babosa há 15 anos e hoje é um dos maiores produtores do país; conheça essa história

3) Confira a previsão do tempo para o mês de outubro

sol, chuva, previsão do temposol, chuva, previsão do tempo

Foto: Pixabay

Outubro, assim como a primavera, será marcado pelo La Niña e isso influencia diretamente no Brasil. Saiba mais!

2) A China parou de comprar soja do mundo? Analista explica o que está acontecendo

soja mãossoja mãos

Foto: Pixabay

A informação de que a China não está comprando soja do mundo nos últimos dias é verdadeira, mas isso não é motivo para preocupação, afirma o analista da Safras & Mercado; entenda

1) Conheça o lebrão, ?coelho gigante? que tem destruído plantações

lebrãolebrão

Foto: Instituto Ambiental do Paraná

Nativo da Europa, o animal chegou ao Brasil na década de 1950 e não encontrou predador natural, o que levou à rápida expansão. Leia a matéria!

FONTE: https://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/mais-lida-lebrao-coelho-gigante-plantacoes/

Contato