Paranaguá: safra de grãos e dólar devem levar a recorde de movimentação de cargas em 2020

06/11/2020

A movimentação de cargas no porto de Paranaguá acumula resultados positivos em 2020. De janeiro a outubro, o volume de mercadorias que passaram pelo porto chegou à marca de 48,9 milhões de toneladas, uma alta de 10% sobre as 44,6 milhões de toneladas escoadas em igual período de 2019. Os dados são da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).

Os produtos agrícolas têm peso importante no resultado deste ano. O porto de Paranaguá é um dos maiores terminais graneleiros da América do Sul. Das quase 49 milhões de toneladas de cargas escoadas neste ano, 80% são de produtos agropecuários.

?A safra recorde de grãos, aliada à disposição do câmbio, que trouxe atratividade para se exportar, juntamente com o tempo seco, que favorece as operações de embarque, contribuíram para o resultado positivo deste ano?, destaca Luiz Fernando Garcia da Silva, diretor-presidente da Appa.

Ainda de acordo com Silva, a partir do início da pandemia, com regras mais restritivas de isolamento social, o fluxo de caminhões com destino ao porto foi constante, uma vez que não precisou dividir espaço com os carros.

Em março, abril e maio, Paranaguá bateu sucessivos recordes históricos de movimentação de cargas, com 5,37 milhões, 5,52 milhões e 5,71 milhões de toneladas movimentadas, respectivamente.

Entre os principais itens exportados pelo porto, o destaque vai para a soja. Foram 14 milhões de toneladas enviadas ao exterior no acumulado do ano, resultado 47% acima do volume registrado de janeiro a outubro do ano passado.

Os embarques de açúcar também tiveram forte alta de 78%, com 3,6 milhões de toneladas comercializadas. As exportações representam 67% do total movimentado.

Os embarques de carnes também apresentaram resultado positivo, com alta de 3% de janeiro a setembro, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). No entanto, como o produto é comercializado via contêineres, não entra na estatística oficial do porto.

Importações

O dólar em patamares elevados não inibiu o aumento das importações no porto. O fluxo de mercadorias descarregadas cresceu 4% em 2020, somando 17,1 milhões de toneladas. Nesse sentido, o principal produto também tem origem no agro: as movimentações de fertilizantes cresceram 7%.

Importações pelo porto de Paranaguá cresceram mesmo com dólar em alta , destaca diretor da Appa (Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná)

?Mesmo com o câmbio desfavorável, o preço do produto lá fora teve uma queda, fato que não impactou as importações neste ano?, explica Luiz Fernando Garcia da Silva. ?A movimentação de contêineres foi atípica neste ano, com crescimento de 5% de janeiro a outubro?, acrescenta.

Até o fim ano, o diretor-presidente da Appa espera que o resultado obtido supere o desempenho alcançado em 2019, quando o porto movimentou 53,2 milhões de toneladas, o melhor resultado registrado. ?Para este ano, sendo conservador, acredito que os números devem superar as 55 milhões de toneladas. Mas, para alcançar esses números é preciso considerar uma série de fatores, como condições do clima e de mercado?.

Investimentos

Luiz Fernando Garcia da Silva também atribui o bom desempenho no porto de Paranaguá aos investimentos feitos nos últimos anos, sejam aqueles de origem pública ou privada. De 2016 a 2020, o terminal de contêineres de Paranaguá recebeu recursos na ordem de R$ 700 milhões, que serão utilizados pela Appa em novos projetos de infraestrutura nos próximos anos.
Entre eles está o projeto que pretende ampliar o corredor de exportação leste, no qual a Appa deve investir R$ 4 milhões.

?É um plano audacioso e que será um diferencial para os navios que atracam na região, pois integrará nove terminais, onde temos a meta de embarcas 6 mil toneladas de grão por hora em cada berço de atracação a partir da potência dos shiploaders (equipamentos carregadores)?, diz Silva, que prevê a conclusão do projeto para fevereiro de 2021.

Outra obra prevista no porto é a instalação de uma moega (para receber e destinar granéis sólidos às correias transportadoras) exclusiva para a descarga dos trens no corredor de exportação do porto de Paranaguá. O valor estimado é de R$ 280 mil, ainda sem previsão para entrega.

?Para este ano temos mais seis licitações com a iniciativa privada e outras cinco para o ano que vem, em projetos para áreas operacionais do porto, que vão potencializar nossa operação logística?, prevê o presidente da Appa.

Perspectivas

Para 2021, Luiz Fernando Garcia da Silva, acredita em um cenário favorável para o escoamento de mercadorias em Paranaguá. Sem fazer uma projeção em números, lembra que os preços dos produtos continuam vantajosos no mercado futuro, fazendo uma relação com o fato de que grande parte da safra de soja 2020/2021 já está vendida. Segundo ele, esses são fatores que podem refletir em uma boa movimentação.

?Para o ano que vem, vamos acompanhar a sinalização do mercado e demonstrar nossa condição de operar desde que o mercado nos traga esse produto. Devemos ter cautela nas projeções, mas, dentro da normalidade das condições econômicas do país e do mercado, tudo leva a crer que manteremos patamares elevados na movimentação de cargas?, finaliza.

FONTE: https://www.canalrural.com.br/noticias/paranagua-graos-dolar-recorde-cargas/

Contato