Queimadas estão proibidas em Mato Grosso a partir desta quarta, 1º

01/07/2020

queimada, incêndios

Tempo seco no Centro-Oeste colabora para queimadas. Foto: Pixabay

Mato Grosso antecipou o período em que estão proibidas queimadas: começou nesta quarta-feira, 1º, e se estende até 30 de setembro de 2020. Assim, produtores rurais estão proibidos de usar o fogo para fazer a limpeza de pastagens.

O período foi antecipado por conta dos riscos que a poluição do ar traz para a saúde, em um momento delicado que estamos passando por conta da pandemia da Covid-19. ?Por ser uma doença respiratória, as fuligens no ar podem agravar a situação?, afirma Willians Bini, da Somar Meteorologia. Segundo ele, o período mais crítico ainda está por vir. A seca, por ser um processo cumulativo, deve trazer mais problemas em setembro.

Segundo dados do satélite de referência AQUA_M-T, dentre todos os países da América do Sul, o Brasil lidera o ranking das queimadas nos últimos cinco anos. Somente em 2020 já são mais de 24 mil focos de incêndio. O número ainda é inferior do que no mesmo período do ano passado quando foram registrados 25.198 focos. Em partes, a razão disso é que neste ano as chuvas duraram um pouco mais e até a primeira quinzena de maio tivemos pancadas o que favoreceu até mesmo o desenvolvimento do milho segunda safra do interior do Brasil.

?Não podemos esquecer que o Brasil é o país com maior extensão territorial comparado com os outros países da América do Sul, portanto se justifica os números absolutos maiores?, salienta Bini.

Mato Grosso sai na frente com mais de 6.000 focos entre 1º de janeiro e 30 de junho. De acordo com monitoramento realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no primeiro semestre, o estado registrou aumento de 11,83% nos focos de calor em relação ao mesmo período do ano passado. Nas últimas 24 horas, é a cidade de São Félix do Araguaia que apresenta o maior número de incêndios, dos mais de 300 registrados no Brasil.

As frentes frias que estão avançando pelo Sul do Brasil chegam ao máximo ao sul de Mato Grosso do Sul e a tendência é de termos polo menos três meses de tempo bastante seco no Centro-Oeste e Sudeste, como é comum nesta época do ano.

CATEGORIAS:

TAGS:

FONTE: https://www.canalrural.com.br/noticias/queimadas-proibidas-mato-grosso/

Contato