Soja: La Niña se intensifica e deixará o Sul quase sem chuva em dezembro

06/12/2022

A chuva que estava fazendo falta aos produtores de soja do Rio Grande do Sul chegou. No fim de semana, muitas áreas do estado receberam entre 20 mm e 30 mm. Contudo, no norte do estado, na região de Campo Novo, o volume foi bem maior: até 90 mm.

Porém, nos próximos dias, desta terça-feira (6) a sábado (10), a chuva fica mais escassa no interior gaúcho. Assim, fica mais concentrada entre o Paraná, Sudeste e o Centro-Oeste. Em Minas Gerais, por exemplo, o solo já está saturado de umidade, mas vem mais por aí. O mesmo acontece em São Paulo. Em ambos, são esperados cerca de 70 mm no período.

O problema maior dos próximos dias pode ser no Rio Grande do Sul, onde as temperaturas vão disparar, podendo chegar até os 40°C. Por isso, pode faltar umidade por evaporação. Já de 11 a 15 de dezembro, a tendência permanece das chuvas se concentrarem no Sudeste e Centro-Oeste e rarearem no Sul, fenômeno típico de anos com La Niña.

Na segunda quinzena, de 16 a 20, o mesmo acontece: chuva concentrada em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Matopiba e Região Norte. Essas áreas recebem cerca de 70 mm entre esses dias. No entanto, na regiçao Sul, especialmente no Rio Grande do Sul, nem 10 mm podem ser esperados.

 

FONTE: https://www.canalrural.com.br/projeto-soja-brasil/soja-la-nina-chuva-sul-lavoura-enchimento-graos/

Contato